Resenha

Resenha: Will & Will – Um nome, um destino. John Green, David Levithan.

Janeiro 23, 2014
Título:  Will & Will – Um nome, um destino.
Autores: John Green, David Levithan.
Editora: Galera Record.
Ano de lançamento: 2013.
N° de páginas: 352.
Sinopse: Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra… Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em uma aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.

Em frente a um sexshop em uma noite fria Will Grayson encontra Will Grayson, embora tenham o mesmo nome eles são completamente diferentes, um gay e outro hetero, um com problemas na família e outro com uma família normal e várias outras diferenças, mas além do nome eles compartilham uma paixão e ela tem nome e sobrenome, Tiny Cooper e é essa paixão que faz toda a história acontecer.

O livro começa de forma bem inusitada, a cada capítulo é narrado um pouco do dia de cada um dos Will’s, no começo isso me atrapalhou bastante tanto que só vim conseguir separar os personagens quando eles se encontram – vergonhoso, eu sei. Mas depois que eles se encontram a história começa a fluir mais facilmente e se consegue separar a vida de cada um dos Will’s.

Vou separar os Will’s, o primeiro Will é gay e tem problemas para interagir com os outros alunos da escola, entretanto existe Isaac, o cara de Ohio que ele conheceu pela internet e acabou se apaixonando. O segundo Will é hétero, auto excluído socialmente e indeciso.
John Green e David Levithan fizeram um trabalho incrível, Will & Will é um livro maravilhoso que mostra de forma natural como é a vida dos adolescentes, ele não buscou forçar ou idiotizar adolescentes, eu consegui me lembrar do meu tempo de escola (que não foi há tanto tempo assim diga-se de passagem), bem diferente do sentimento que eu tenho lendo alguns livros adolescentes, então, mais um ponto extra para a dupla Green e Levithan.
 

“Tenho a sensação de que minha vida está muito dispersa neste momento. Como se fosse um monte de pedacinhos de papel e alguém ligasse um ventilador, mas falar com você me faz sentir como se o ventilador tivesse sido desligado por um tempo, como se as coisas pudessem de fato fazer algum sentido. Você junta todos os meus pedacinhos e eu sou muito grato por isso.” Capítulo 2.

Mas a melhor parte de tudo é Tiny Cooper, a energia emanada por ele é fantástica, ele é um personagem fantástico e totalmente apaixonante, por mais insano que ele seja é muito bacana poder entrar no mundo dele.
O livro é tão bom que me faltam palavras suficientemente boas para descreve-lo, só lhes peço que deem uma chance a leitura. Vi esse livro vinculado ao homossexualismo, mas o livro não é só sobre relacionamentos gays, ele trata sobre todos os tipos de relacionamentos e de forma emocionante.
 
Adorei o livro e recomendo para todo tipo de leitor, a história é muito boa e merece ser passada na frente da lista de leitura haha.
Alguém já leu? Pretende ler? Comentem –q .
Beijos,
Thalita.

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply HONORATO, Sandro Janeiro 23, 2014 at 8:57 pm

    Tha 🙂
    Como esta?
    Fico feliz em ve-la de novo com um blog 🙂
    Curti a resenha 🙂

    Beijos e se cuida

    Rimas Do Preto

  • Reply Alessandra Tapias Fevereiro 6, 2014 at 1:52 pm

    Um dos meus preferidos!! Amo David Levithan!!
    Sua resenha passou justamente o que senti ♥ só amor

    Você precisa ler também Nick & Norah. Vai gostar, tenho certeza. É mais antigo, um pouco diferente, mais reservado, mas é perfeito!!

    Adorei conhecer seu cantinho!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

  • Leave a Reply

    Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com tengag.com moviekillers.com